04 junho, 2015

Novo Mestrado de Marketing Turístico pode promover sector na região


Há falta de operadores turísticos na região. A constatação foi apresentada por António Branco, presidente da Câmara Municipal de Mirandela, ontem, no anúncio público do mestrado em Marketing Turístico.
O novo curso será ministrado na Escola Superior de Administração, Comunicação e Turismo, no próximo ano lectivo. O autarca considera que esta formação pode contribuir para alterar a lacuna existente na oferta turística organizada. "Existem áreas que podem ter mais potencial de emprego e uma delas é a turística. Uma das dificuldades na região diz respeito a operadores turísticos. Não há um número de operadores turísticos suficientes. Falamos muito que a região tem capacidade de receber e até temos boas unidades de boa qualidade, mas os operadores turísticos são os tradicionais as agências de viagem que pertencem a redes nacionais e um ou outra empresa de animação turística”, defende o autarca.
Também Luís Pires, director da EsACT, entende que há na região poucos técnicos qualificados na área de promoção turística. “Há alguma falta de recursos humanos qualificados para fazerem um papel adequado na área do turismo. E também é fundamental promover-se de forma integrada a região”, salienta. O curso de segundo ciclo agora aprovado pela agência de avaliação e acreditação é o segundo mestrado que a EsACT disponibiliza, depois de autorizado o de Administração Autárquica que receberá alunos em 2015/ 2016.
Para o presidente do Instituto Politécnico de Bragança (IPB), Sobrinho Teixeira, não se trata apenas da oferta de mais dois cursos mas de um marco na instituição. “Esta foi uma vitória, é um dos marcos da escola. O objectivo do instituto foi fazer da EsACT uma escola com identidade científica, pedagógica e académica”, salienta Sobrinho Teixeira.
Ontem, foi ainda assinado um protocolo entre o IPB e a Câmara Municipal de Mirandela, para possibilitar que os técnicos de turismo da autarquia tenham aulas de mandarim. A autarquia pondera ainda alargar o ensino desta língua aos alunos do 1.º Ciclo.

Publicado em 'Rádio Brigantia'.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Ocorreu um erro neste dispositivo